G2-NOVO
PSL-SC.

Moisés da Silva em guerra com Bolsonaro e deputados

Moisés da Silva voltou à carga para cima do presidente da República

28/10/2019 18h33
Por: Julio Blas
831

Em entrevista à revista Veja, Moisés da Silva voltou à carga para cima do presidente da República e dos seus apoiadores. Inclusive os de Santa Catarina. Ele disse o seguinte sobre a briga entre Bolsonaro e Bivar. “É uma disputa partidária porque o partido se tornou algo valioso.” Certamente é mais uma declaração que vai desagradar o presidente, que ainda não voltou da sua agenda no exterior.

Quarteto

Sobre os deputados estaduais, os quatro que não estão em sintonia com o governador, ele se posicionou assim. “Não são posições ideológicas, não. Eu diria que são até questões menos nobres. Esses deputados fazem oposição ao governo por defenderem causas pessoais.” Por fim, o governador de Santa Catarina alfinetou aqueles que, segundo ele, defendem posições excludentes, radicais. Observação que pode ser endereçada tanto a Bolsonaro quanto a alguns deputados federais e estaduais não alinhados a ele.

Vá entender

Resumindo: não está dando para entender qual a estratégia de Moisés da Silva. Suas declarações ao veículo nacional são de briga, de guerra. Antes disso, porém, ele havia dito ao jornalista Rafael Martini que não queria polemizar nessa encrenca do PSL. E ao colunista, o presidente estadual do partido, deputado federal Fábio Schiochet, havia pontuado que o momento era de esperar a poeira baixar para tentar reaglutinar e pacificar o PSL-SC.