G2-NOVO
Bombeiros

Bombeiros de Ipumirim recebem chamada, saem para o atendimento, mas constatam que era trote

Uma criança pode ter feito a ligação. Fato aconteceu no fim de semana

08/06/2020 21h43
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Rádio Aliança
181
A ligação foi recebida na tarde de sábado. Os bombeiros já têm o número de origem do trote
A ligação foi recebida na tarde de sábado. Os bombeiros já têm o número de origem do trote

Os Bombeiros Voluntários de Ipumirim foram acionados no final da tarde de sábado, dia 06, para atender uma emergência. Uma ligação chegou à Corporação, dando conta de que uma mulher passava mal. Como de costume, uma equipe foi mobilizada e saiu para fazer o atendimento, porém, a ligação não passou de uma brincadeira de mau gosto, foi um trote.

 

De acordo com os bombeiros, a voz na ligação era de uma criança, que pedia socorro dizendo que sua mãe precisava de ajuda e que estaria muito mal. A pessoa passou um endereço e até ponto de referência.

 

Três socorristas saíram para o atendimento, mas não encontraram ninguém no local. De acordo com o comandante dos Bombeiros Voluntários de Ipumirim, Rodrigo Ohlweiler, a unidade de resgate ficou mais de 30 minutos tentando encontrar a pessoa que ligou e a que estaria mal. “Rodamos mais de oito quilômetros nas proximidades na tentativa de encontrar a emergência, mas nossa central de atendimento e a equipe constataram que foi um trote, uma brincadeira de criança”, lamenta. “Perdemos quase 40 minutos em função de uma brincadeira de alguém sem noção do que poderia causar”, ressalta Ohlweiler.

 

O comandante lembra que um trote pode prejudicar o atendimento de alguma ocorrência verdadeira. “Pedimos encarecidamente para que ninguém faça isso, pois todo esse tempo que ficamos rodando alguém poderia estar realmente precisando de ajuda e perderíamos muito tempo para dar a resposta, prejudicando o paciente e seus familiares”, orienta.

 

Rodrigo lembra que todas as ligações recebidas pela central são gravadas e o número de telefone é identificado. Segundo ele as providências em relação ao caso já estão sendo tomadas.

 

Trote em serviços de emergência é crime:

A Lei Nº 17.787/2019 recentemente sancionada em Santa Catarina institui multa para trotes aplicados aos serviços de emergência. Ela parte de R$500,00 e pode dobrar a cada reincidência. As operadoras de telefonia deverão informar nome e endereço completo do proprietário da linha utilizada para investigação e responsabilização do infrator.