G2-NOVO
Geral

Morre em SP, Osório Furlan, pai do ex-ministro Luiz Fernando Furlan, e uma das lideranças fortes da Sadia

O enterro de Osório Furlan, vai ocorrer em São Paulo.

28/06/2020 19h35
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Prefeitura de Concórdia
50
Morre em SP, Osório Furlan, pai do ex-ministro Luiz Fernando Furlan, e uma das lideranças fortes da Sadia
Morre em SP, Osório Furlan, pai do ex-ministro Luiz Fernando Furlan, e uma das lideranças fortes da Sadia

Osório Furlan, pai do ex-ministro Luiz Fernando Furlan, faleceu neste domingo, dia 28, em São Paulo. Ele iria completar 98 anos.

 

 

O prefeito Rogério Pacheco lamentou a morte e destacou a trajetória de Osório Furlan, na criação da Ser Sadia e da Fundação Atílio Fontana.

 

 

Osório deixa sua esposa Lucy, com quem conviveu por 76 anos, seus cinco filhos Júnior, Luiz, Diva, Lucila e Leila, 11 netos e 18 bisnetos. Um de seus filhos, Luiz Fernando Furlan, é Embaixador Honorário de Concórdia, título recebido em 2018.

 

 

Osório, natural de Caxias do Sul/RS, foi um dos pioneiros da empresa Sadia, que nasceu aqui em Concórdia, em 1944. Genro do fundador Attílio Fontana, mudou-se para a cidade para trabalhar na recém-inaugurada agroindústria. Desempenhou múltiplas atividades, e já aos 23 anos de idade, foi eleito Diretor Gerente.

 

 

No início dos anos 60, mudou-se para São Paulo, afastando-se do dia a dia das fábricas, concentrando suas atividades na expansão do grupo, consolidando o nome Sadia no Brasil e no exterior. Em 2007, encerrou a atividade profissional na Sadia como vice-presidente do Conselho de Administração.

 

 

Segundo Pacheco “o município tem muito a agradecer a contribuição deixada por Osório. Nosso crescimento e desenvolvimento vieram da luta e trabalho destes pioneiros natos, que aqui plantaram seu conhecimento e vontade de ver o progresso. Em sinal de respeito e gratidão, a Administração Municipal de Concórdia, pelo decreto 590/2020, determina Luto Oficial por três dias, pela perda do grande empreendedor Osório Henrique Furlan”.

Foto Luis Longhini