G2-NOVO
Covid-19

Com leitos de UTI do HSF no limite, Concórdia poderá entrar no nível gravíssimo de risco com novas restrições

Atualmente Concórdia tem 16 leitos de UTI para a Covid-19. Desse total, 14 estão ocupados.

27/07/2020 20h11
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Atual Fm
226
O Hospital São Francisco teria condições de ampliar para 20 leitos, mas mesmo assim, a situação ficaria limitada.
O Hospital São Francisco teria condições de ampliar para 20 leitos, mas mesmo assim, a situação ficaria limitada.

O Município de Concórdia poderá entrar no risco gravíssimo – último considerado pelo setor de saúde em Santa Catarina – para determinar medidas mais restritivas referentes a população.

Os dados atualizados pelo Hospital São Francisco sobre internações de UTI revelam que as estatísticas do coronavírus pioraram devido a internação de pacientes que vem de cidades de fora da Associação dos Municípios do Alto Uruguai Catarinense.

O prefeito Rogério Pacheco e o secretário Municipal de Saúde, Geovani Bedin, estão preocupados com essa situação e o assunto já foi tema de discussão internamente na Comissão de Enfrentamento da Covid-19. De acordo com Bedin, a atualização do mapa de monitoramento ocorrer nas quartas-feiras pelo Governo do Estado.

Se a Secretaria Estadual de Saúde levar em consideração o nível de pacientes internados no Hospital São Francisco, incluindo aqueles que vem de outras cidades do Estado, a AMAUC entrará em risco gravíssimo. Esse seria o último “nível”, ou seja, medidas restritivas seriam tomadas como por exemplo a suspensão do transporte público.

Atualmente Concórdia tem 16 leitos de UTI para a Covid-19. Desse total, 14 estão ocupados. O Hospital São Francisco teria condições de ampliar para 20 leitos, mas mesmo assim, a situação ficaria limitada.