G2-NOVO
Polícia

Acusado de assassinar vendedor de carros de Xanxerê vai continuar recolhido no Presídio Regional de Concórdia

O acusado continuará recolhido no Presídio de Concórdia por um período mais longo, já que as transferência entre unidades prisionais estão suspensas devido a pandemia da Covid-19.

31/08/2020 22h26
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Atual Fm
213
O suspeito foi indiciado por latrocínio, ou seja, matar para roubar.
O suspeito foi indiciado por latrocínio, ou seja, matar para roubar.

 O homem acusado de assassinar o vendedor de automóveis de Xanxerê em Ipuaçu e preso no Município de Seara continua recolhido no Presídio Regional de Concórdia.

O caso ganhou ampla repercussão na região Oeste do Estado na semana passada, após João Ricardo Arno, 35 anos, levar um carro para um suposto comprador em Ipuaçu e ser assassinado com disparos de arma de fogo e estrangulamento.

O crime foi descoberto no dia seguindo quando o carro que foi roubado pelo suposto comprador foi localizado em Seara. O motorista foi preso. Ele é o homem acusado de matar Arno, próximo da sua residência. O corpo foi encontrado próximo da casa onde o autor do crime morava.

De acordo com as informações apuradas pelo jornalismo da Atual FM, o acusado continuará recolhido no Presídio de Concórdia por um período mais longo, já que as transferência entre unidades prisionais estão suspensas devido a pandemia da Covid-19. As audiências estão sendo realizadas por videoconferência e o preso fica em um espaço na própria unidade prisional.

O suspeito foi indiciado por latrocínio, ou seja, matar para roubar.

Depois de assassinar o vendedor de automóvel o homem preso, já conhecido do meio policial, se deslocou para Seara onde foi localizado na Rua Herculano Zanuzzo.

Em Seara, ele já tinha até vendido o celular da vítima. O comprar foi detido e responderá por receptação.

Uma espingarda, possivelmente usada no crime também foi apreendido no local do crime.