G2-NOVO
Xanxerê

Decreto autoriza a prova de roupas no comércio de Xanxerê

O Governo do Estado já havia autorizado a prova através da Portaria SES nº 708, respeitando o mapa de risco.

22/09/2020 12h01
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Assessoria de Comunicação
55
Os estabelecimentos devem seguir as medidas sanitárias, colocando cartazes nos provadores orientando acerca da obrigatoriedade do uso da máscara
Os estabelecimentos devem seguir as medidas sanitárias, colocando cartazes nos provadores orientando acerca da obrigatoriedade do uso da máscara

Foi publicado nesta terça-feira (22) o decreto nº 235/2020 que autoriza a prova de roupas no comércio de vestuário de Xanxerê. O Governo do Estado já havia autorizado a prova através da Portaria SES nº 708, respeitando o mapa de risco, mas como o município utiliza os dados extraídos do Projeto Chronos, que apresenta significativa queda nos casos ativos no município e o crescimento significativo do percentual de testagem, a prova está autorizada no comércio local.

Os estabelecimentos devem seguir as medidas sanitárias, colocando cartazes nos provadores orientando acerca da obrigatoriedade do uso da máscara durante toda a prova de roupas. É necessário controlar o acesso aos provadores a fim de evitar aglomerações e assegurar o distanciamento mínimo entre as pessoas, de 1,5 metros, respeitando o tempo necessário à limpeza e desinfecção.

É preciso disponibilizar álcool 70% ou preparações antissépticas/sanitizantes de efeito similar para a higienização das mãos dos clientes ao ingresso e na saída dos provadores.

Além disso, é necessário realizar a limpeza e a desinfecção dos provadores com álcool 70% ou outro desinfetante indicado para este fim após cada uso. No caso de haver cortina deve-se fazer a limpeza e desinfecção da mesma para novo uso.

Quanto as roupas, deve-se realizar a limpeza após a prova ou a devolução pelo cliente, com a utilização de passadeira a vapor, ou assegurar o período mínimo de aeração de 48 a 72 horas.