G2-NOVO
Entretenimento

1ª colocada no Festival Infantojuvenil, Emanuely tem uma relação muito especial com a música

Segundo ela, essa paixão pela música vem de berço, por isso, decidiu seguir a mesma carreira que o pai.

05/11/2020 12h20
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Tudo Sobre Xanxerê
50
No dia 30 de outubro, aconteceu o 1º Festival Infantojuvenil aberto de Xanxerê, de forma on-line, e já que a filha tem interesse pelo ramo artístico.
No dia 30 de outubro, aconteceu o 1º Festival Infantojuvenil aberto de Xanxerê, de forma on-line, e já que a filha tem interesse pelo ramo artístico.

Desde que nasceu, a xanxerense Emanuely Ramos Parizotti tem contato com a música. O pai, Diego Parizotti, é músico e toca no grupo de louvor na Igreja Presbiteriana de Xanxerê. Hoje, Emanuely está com 11 anos e é apaixonada pela arte. Ela canta, toca violão, guitarra e participa em lives na igreja, junto com o pai.

Segundo ela, essa paixão pela música vem de berço, por isso, decidiu seguir a mesma carreira que o pai. Foi então que começou a aprender mais sobre as letras, os acordes, o tempo e a treinar cada vez mais.

- Eu sempre ouvi meu pai tocar. Certo dia eu estava cantando e o meu pai ouviu que eu cantava bem, então eu comecei a cantar e depois a tocar violão. Percebi que eu gostava bastante de rock gospel, tipo Oficina G3, Resgate, Rodolfo Abrantes, foi aí que eu comecei a treinar as músicas e a tocar na igreja – comenta Emanuely.

No dia 30 de outubro, aconteceu o 1º Festival Infantojuvenil aberto de Xanxerê, de forma on-line, e já que a filha tem interesse pelo ramo artístico, os pais quiseram que ela participasse. Emanuely foi classificada em primeiro lugar.

- Aproveitamos a oportunidade do Festival para inscrever ela, nós, como pais, achamos importante incentivar a cultura musical na vida dos adolescentes. No dia ficamos muito felizes com o resultado, ficamos muito orgulhosos e esperamos que venha outros festivais para que ela participe – comenta a mãe, Daiana Parizotti.