G2-NOVO
Eleições 2020

Fake do MDB não assusta, diz Adriano Bortolanza

Adriano Bortolanza garante que informações infundadas buscam o atingir no momento em que lidera pesquisas de intenção de voto em Xaxim

08/11/2020 12h51
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Lê Notícias
274
O candidato do PSD afirma que a tentativa da matéria seria fragilizar sua campanha eleitoral porque lidera os números em todas as pesquisas
O candidato do PSD afirma que a tentativa da matéria seria fragilizar sua campanha eleitoral porque lidera os números em todas as pesquisas

O candidato a prefeito de Xaxim pela coligação pela “Ainda Mais por Xaxim”, liderada pelo candidato do PSD, Adriano Bortolanza, recebeu com tranquilidade material que ele afirma ser “completamente fora da realidade e da verdade” sobre uma licitação ocorrida em 2014. O que questiona diárias que a empresa Favorita Eventos, na qual é sócio, teria fraudado números para obtenção de lucro sobre o total.

Para Bortolanza, a matéria falta com a verdade em várias partes. Primeiro, que ele afirma ser apenas sócio da empresa e que, por conta disso, retira a responsabilidade de política municipal. “Eu não era vice-prefeito naquele ano”, disse.

O candidato do PSD afirma que a tentativa da matéria seria fragilizar sua campanha eleitoral porque lidera os números em todas as pesquisas. “Nós estamos tranquilos porque temos nossos bens sem bloqueios judiciais. Isso, por si, prova que as denúncias não possuem fundamento. O Ministério Público está correto em seu papel. Nós continuamos trabalhando para fazer Xaxim continuar a crescer. Eu faço questão que seja tudo esclarecido para que possamos ficar livre desta denúncia vazia que não diz absolutamente nada”, falou.

Bortolanza se reuniu na noite desta sexta-feira (06) com a equipe jurídica para dar todas as declarações no sentido de tirar dúvidas para a sociedade. “Estou tranquilo e vou continuar a apresentar nossas propostas e levar com leveza nossas ideias. Não tenho nada a esconder, durmo bem e com minha consciência tranquila”, afirmou.

De acordo com Bortolanza, os advogados da coligação vão apresentar documentos e esclarecer as dúvidas.