G2-NOVO
Polícia

Suspeito de matar mulher em frigorífico em Seara alega legitima defesa em depoimento

Homem de iniciais S.J.G, de 33 anos ficará no Presidio Regional de Concórdia

12/11/2020 14h57Atualizado há 3 semanas
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Rádio Aliança
117
Roberto Moreira, em seu depoimento, ele confirmou ter efetuados os golpes contra a vítima, mas alegou que tinha sido agredido primeiro e teria atuado em legítima defesa.
Roberto Moreira, em seu depoimento, ele confirmou ter efetuados os golpes contra a vítima, mas alegou que tinha sido agredido primeiro e teria atuado em legítima defesa.

Apresentou-se durante a terça-feira o suspeito pelo feminicídio ocorrido em Seara nesta semana. O homem de iniciais S.J.G, de 33 anos, confessou ter desferido os golpes de faca contra Carla Daiane De Marco, de 32 anos. O depoimento ocorreu na tarde desta terça-feira, dia 10, na Delegacia de Polícia Civil de Seara.

 

Segundo as informações apuradas pelo jornalismo da Rádio Aliança, repassadas pelo delegado Roberto Moreira, em seu depoimento, ele confirmou ter efetuados os golpes contra a vítima, mas alegou que tinha sido agredido primeiro e teria atuado em legítima defesa. 

 

Segundo o delegado, o acusado foi indiciado por feminicídio, “homicídio qualificado na morte da vítima por razões de violência doméstica”. Também foram apreendidas peças de roupas com manchas de sangue que serão periciadas. Ele foi encaminhado para o Presídio Regional de Concórdia.

 

Conforme informações já levantadas pela Rádio Aliança, o crime aconteceu no interior da empresa onde a vítima trabalhava, na madrugada de segunda-feira, dia 9. Ela foi morta a facada pelo ex-companheiro. O fim do relacionamento pode ter motivado o crime.