G2-NOVO
Covid-19

Carnaval é cancelado em cidades da região Oeste de Santa Catarina

Carnaval nos municípios da região estão cancelados.

23/12/2020 11h44
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: ND+
107
Em Águas de Chapecó, o secretário de administração, Luiz Carlos Comel, informa que a prefeitura estuda a possibilidade de realizar um carnaval fora de época, caso ocorra vacinação em massa e exista liberação do Estado.
Em Águas de Chapecó, o secretário de administração, Luiz Carlos Comel, informa que a prefeitura estuda a possibilidade de realizar um carnaval fora de época, caso ocorra vacinação em massa e exista liberação do Estado.

 Carnaval de 2021 foi cancelado em Águas de Chapecó, Joaçaba e Itá. Os municípios do Oeste de Santa Catarina são os principais destinos turísticos da região durante o carnaval, mas não realizarão as atrações no próximo ano.

A decisão é em decorrência da pandemia da Covid-19, uma vez que as portarias do Estado proíbem eventos com a aglomeração de pessoas.

Itá também opta pelo cancelamento

No município de Itá a decisão também foi pelo cancelamento. De acordo com o secretário de turismo do município, Altir Goedert, a atual gestão, que será substituída em 2021 com a posse do novo prefeito, definiu pela não realização do tradicional desfile das escolas de samba.

“Ainda ficou pendente a possibilidade acontecerem shows, mas quem definirá essas e outras questões será a próxima administração municipal que assumirá em janeiro. A nossa decisão foi pelo cancelamento”, disse.

Avenida XV de Novembro não receberá as escolas de samba

Já em Joaçaba, a Liga Independente das Escolas de Samba de Joaçaba e Herval d’Oeste, composta pelas escolas de samba, Aliança, Unidos do Herval, Vale Samba e Acadêmicos do Grande Vale, também optou por não realizar o desfile de rua.

Segundo o presidente da entidade, Cesar Luiz Junqueira de Carvalho, em conversa com os presidentes das quatro Escolas de Samba optou-se, pela atual situação do país em relação a Covid-19, por não realizar o desfile na avenida XV de Novembro no ano de 2021.

“Levantamos a hipótese de que em outra época, que ainda não foi decidida, se eventualmente o vírus for contido de fato, seja realizado o evento das escolas de samba em outro formato que ainda será estudado, para que a alegria do Carnaval não passe em branco no ano de 2021”, explicou Carvalho.

A decisão do cancelamento se estende ao carnaval de blocos e aos evento de blocos que também são de responsabilidade da entidade. “Porém, se tudo já estiver normalizado, sempre zelando primeiramente pela saúde, a entidade poderá promover o Carnaval de Inverno”, acrescentou o presidente.

Em Águas de Chapecó, o secretário de administração, Luiz Carlos Comel, informa que a prefeitura estuda a possibilidade de realizar um carnaval fora de época, caso ocorra vacinação em massa e exista liberação do Estado.

Segundo Comel, o município, que conta com cerca de 6 mil habitantes, recebe no período de Carnaval entre 25 a 30 mil foliões. “Tudo dependerá de como as coisas andarão. Só ocorrerá se houver liberação e for seguro para todos, mas em fevereiro está cancelado”, disse.