G2-NOVO
COVID-19

Mulher que se recusou a usar máscara em supermercado responderá criminalmente

A multa pela infração, conforme o Lei Municipal, que varia de 100 a 1.500 UFIRs.

03/03/2021 12h05
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Prefeitura de Concórdia
208
As equipes de enfretamento reforçam que as medidas anunciadas precisam ser levadas a sério
As equipes de enfretamento reforçam que as medidas anunciadas precisam ser levadas a sério

 

A equipe de enfrentamento à Covid-19 atendeu um chamado de um funcionário de um supermercado de Concórdia relatando que uma mulher sem máscara queria acessar o estabelecimento. Mesmo com o pedido para que ela usasse o acessório, se negou. Acionada, a Polícia Militar foi até o local e, mesmo assim, a mulher se negou. 

Por infringir a determinação do Decreto Municipal destinado a impedir a introdução ou propagação do Coronavírus, foi confecionado um Termo Circunstanciado e a pessoa responderá criminalmente com base no Artigo 268 do Código Penal. Além disso, terá que pagar multa pela infração, conforme o Lei Municipal, que varia de 100 a 1.500 UFIRs.

As equipes de enfretamento reforçam que as medidas anunciadas precisam ser levadas a sério, sob pena de multas e processo crime. A população pode continuar denunciando casos de descumprimento ligando para o 190.

 

imagem divulgação.