G2-NOVO
Futebol

Presença de público nos estádios volta a pauta do Governo do Estado

O governador Carlos Moisés (sem partido) solicitou uma atenção especial ao assunto a setores como a Santur (Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina) e a SES (Secretária de Estado da Saúde).

28/07/2021 17h04
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: ND MAIS
202
Está em vigor o decreto do governo do Estado que proíbe torcedores nas competições esportivas até 31 de agosto.
Está em vigor o decreto do governo do Estado que proíbe torcedores nas competições esportivas até 31 de agosto.

 

A presença do público nos estádios de Santa Catarina volta à pauta do governo do Estado.

O governador Carlos Moisés (sem partido) solicitou uma atenção especial ao assunto a setores como a Santur (Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina) e a SES (Secretária de Estado da Saúde).

Nesta quarta-feira (28) faz exatos 500 dias que os estádios catarinenses não recebem torcedores

. Estes só conseguem acompanhar o desempenho dos clubes por meio da televisão, rádio ou da internet.

Contudo, de acordo com a Santur, o retorno só deve ser estudado pelo grupo de trabalho após a realização do primeiro evento-teste, programado para a noite desta quinta-feira (29), em Florianópolis.

 Além disso, está em vigor o decreto do governo do Estado que proíbe torcedores nas competições esportivas até 31 de agosto.

Portanto, SC não deverá ter mudanças antes dessa data.

 

Condições para o retorno

 

O superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, Eduardo Macário, diz que o retorno do público aos estádios depende de fatores. “Vai depender do alcance da cobertura vacinal, da evolução dos casos da Covid-19 e da disseminação da variante Delta pelo Brasil”.

 

Segundo ele, países da Europa registraram aumento de casos com a volta dos públicos aos estádio de futebol. Isso fez com que os governos tivessem que reforçar as medidas de prevenção ao coronavírus.

 

“É  necessário que os indicadores apresentem uma melhora na situação epidemiológica de Santa Catarina, por isso não é momento de retorno”, afirmou.

 

O superintendente também reforça que, apesar de a data limite estimada pela SES em vacinar todos os adulto de Santa Catarina seja 31 de agosto, isso só deve ocorrer se o Ministério da Saúde fornecer as doses.

 

Volta com segurança

 

Consultado pela reportagem no dia 24 de julho, o médico Fabio Gaudenzi, infectologista da Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina) relata que ainda não é possível retornar com segurança.

 

“Infelizmente, de acordo com o observado em países que mesmo com uma cobertura vacinal mais robusta que o Brasil e Santa Catarina e taxas de transmissão mais baixas que as observadas aqui tiveram surtos após os eventos-teste para o retorno”.

 

“Desta forma, no atual cenário epidemiológico catarinense e ainda com a iminência da entrada da variante Delta, não se recomenda o retorno às atividades desportivas com público neste momento”.

 

Nesta terça-feira (27), a prefeitura de Belo Horizonte (MG) autorizou jogos de futebol com 30% do público nos estádios da Capital mineira. No início de julho foram distribuídos mais de 5 mil convites para a final da Copa América no Maracanã.

 

Vale ressaltar que a CBF não autoriza um Estado a voltar a receber público e outros não, pois poderia favorecer determinadas equipes. Com isso, os clubes catarinenses, caso fossem liberados a receber público, só poderiam abrigar seus torcedores em competições estaduais.