G2-NOVO
Polícia

Doze pessoas farão retratação pública após divulgar fake news contra o prefeito de Concórdia Rogério Pacheco

Diante da repercussão e das inverdades, o prefeito Rogério Pacheco fez um registro de Boletim de Ocorrência

11/08/2021 11h26
Por: Diego Salmon Franke
Fonte: Atual Fm
261
Foram 12 acordos de retratação para dar fim ao processo criminal.
Foram 12 acordos de retratação para dar fim ao processo criminal.

 Pelo menos 12 pessoas indiciadas pela Polícia Civil no inquérito envolvendo a produção e compartilhamento de Fake News contra o prefeito Rogério Pacheco aceitaram se retratar publicamente após uma audiência na semana passada no Fórum da Comarca.

De acordo com as informações, os envolvidos terão 10 dias para se retratar sobre o caso e publicar em redes sociais em modo público as informações. Na época, um vídeo circulou pelos aplicativos de conversas. O vídeo montado trazia informações sobre um suposto superfaturamento na obra do calçadão.

Sem nenhuma comprovação, muitas pessoas acabaram compartilhando o vídeo e fazendo comentários pelas redes sociais e colocando sob suspeita a obra e indicando que o prefeito estaria envolvido em esquema de ilegalidade.

Diante da repercussão e das inverdades, o prefeito Rogério Pacheco fez um registro de Boletim de Ocorrência. Após a investigação por parte da Polícia Civil, houve a identificação de pelo menos 19 pessoas que estão respondendo criminalmente.

Foram 12 acordos de retratação para dar fim ao processo criminal. Outras sete pessoas indiciadas ainda terão que comparecer ao Fórum da Comarca, já que terão que prestar novos esclarecimentos e também serem interrogadas. Depois da retratação pública, os envolvidos terão que anexar ao processo o texto publicado nas redes sociais.