Segunda, 18 de Outubro de 2021
15°

Poucas nuvens

Xaxim - SC

Geral Geral

Jovem de Xavantina faz sucesso com narração de rodeios

Desde os seus 12 anos, o jovem natural de Xavantina, se prepara para alcançar os sonhos e realizações que já estão acontecendo na sua vida.

04/10/2021 às 11h04
Por: Diego Salmon Franke Fonte: Portal 49
Compartilhe:
Com participação em diversos locais, como CTG Seara e Pampa e CTG Macanudos, de Seara, o jovem segue em busca de seu credenciamento como narrador.
Com participação em diversos locais, como CTG Seara e Pampa e CTG Macanudos, de Seara, o jovem segue em busca de seu credenciamento como narrador.

Jacson Paludo, com 22 anos de idade, já tem seu talento reconhecido em toda a região por narrar rodeios. Desde os seus 12 anos, o jovem natural de Xavantina, se prepara para alcançar os sonhos e realizações que já estão acontecendo na sua vida.

A reportagem conversou com Jacson que relatou sobre sua experiência na área. A sua primeira vez  como narrador foi em um rodeio no município de Concórdia. Ele conta que no evento, um narrador chegou até ele, e lhe deu a oportunidade de se apresentar. E assim, Jacson começou escrever versos. 

Em Caçador, ele participou de um curso, que acabou levando-o a participar de um momento especial para a sua carreira ascendente com dois grandes narradores: Gaúcho amarelo e Papapá. O xavantinense menciona que na área tem como inspiração grandes profissionais. Em destaque, o jovem cita o Eduardo Bartz, Gaúcho amarelo e Gatiado.

O jovem, em conversa, salientou que um dos eventos que mais marcou sua vida, até então, foi o rodeio de 2018, em Vacaria (RS). “Participei do maior rodeio da América Latina e lá tive a oportunidade de narrar no último dia do evento, em um domingo de manhã o prêmio da final, um carro 0km”, contou entusiasmado.

Com participação em diversos locais, como CTG Seara e Pampa e CTG Macanudos, de Seara, o jovem segue em busca de seu credenciamento como narrador. Com amor e admiração pelo trabalho, Jacson se sente lisonjeado em poder seguir aprendendo sobre narração. “Sou grato por todas as pessoas que acreditam e gostam do trabalho desse humilde narrador”, mencionou Jacson.