Segunda, 18 de Outubro de 2021
17°

Poucas nuvens

Xaxim - SC

Entretenimento Entretenimento

Influenciada pelo pai, jovem de Seara fala sobre sua trajetória na música

Desde muito cedo, as notas musicais já estavam presente na vida de Natalieli Fernanda Hartmann, de 22 anos.

11/10/2021 às 17h48
Por: Diego Salmon Franke Fonte: Lance Notícias Seara
Compartilhe:
A pandemia, além de tudo, trouxe incertezas de não saber como vai ser amanhã.
A pandemia, além de tudo, trouxe incertezas de não saber como vai ser amanhã.

Você já parou para pensar o que seria da sua vida se não existisse a música? A música é reconhecida por muitos pesquisadores como uma modalidade que desenvolve a mente humana, promove o equilíbrio, proporcionando um estado agradável de bem-estar.

A música está presente em todos os momentos, na fila do supermercado, no carro, na caminhada ou muito além disso.

Desde muito cedo, as notas musicais já estavam presente na vida de Natalieli Fernanda Hartmann, de 22 anos.

Atuando como professora de Artes na Escola Lira Camila Petry e Escola Núcleo de Nova Teutônia, em Seara, a jovem foi bastante influencia pelo seu pai. Segundo ela, a música já nasceu consigo.

 

– Meu pai me ensinou os primeiros acordes do violão e eu fui tendo cada vez mais uma paixão por isso – comenta.

 

Com gosto eclético por música, o sertanejo prevalece por ser um dos estilos mais escutados com o pai.

 

– Se a música for boa eu estou ouvindo, desde do sertanejo até o rock, mas também por influência do meu pai, tenho o sertanejo muito presente – diz.

Há aproximadamente dois anos, Natalieli criou seu canal no youtube com o intuito de divulgar ainda mais o seu trabalho. Com a música.

 

Sou eu quem gravo e edito, tenho muito material no canal. Infelizmente tive que dar uma pausa nos vídeos, mas pretendo retornar em breve, até porque tenho um grande interesse em produção música e audiovisual – destaca.

Durante o tempo que esteve ausente da plataforma, a jovem dedicou-se a produção de alguns vídeos musicais para ela mesma e para alguns talentos conhecidos.

 

É nítido o amor que Natalieli tem pela música, a jovem ainda salienta a importância do apoio das pessoas ao seu redor.

 

– Minha família, minha namorada, amigos e até algumas pessoas que conhecem meu trabalho são meus grandes incentivadores, não consigo dizer apenas uma pessoa – comenta.

 

A pandemia serviu como adaptação no trabalho, principalmente em relação a facilidade na transmissão de Lives.

 

– A pandemia nos possibilitou essa ideia da Live e o resultado foi muito positivo. Além dos vídeos que pretendo produzir para o canal, a ideia da Live não seria uma má ideia, já fiz algumas juntamente com algumas parcerias – diz.

 

Alguns dos eventos em que a jovem participava foi interrompido devido a pandemia.

 

– Estava presente em bares, casamentos e eventos em geral. Por conta da pandemia, foi necessário me reinventar e mudar um pouco o foco, e assim surgem novos interesses. Mas aos poucos as coisas estão voltando e com certeza estarei aberta a novas possibilidades – fala.

 

Os objetivos futuros estão associados a produção de músicas de sua autoria e no conhecimento de mais técnicas da arte musical.

 

– Pretendo continuar estudando essa arte maravilhosa e me abrindo a novas possibilidades dentro dela. Quero trabalhar também com produção música, descobri isso dentro de mim através de algumas pessoas que me deram oportunidades e acabei me encantando. Uma dessas pessoas foi a diretora da escola onde leciono, a Fabiana Martelo, a quem devo muito – fala.

 

A pandemia, além de tudo, trouxe incertezas de não saber como vai ser amanhã, mas de uma coisa é certa, a música sempre estará presente na vida de Natalieli.

 

– Quem me conhece e acompanha já sabe: Nati sem violão não é Nati – finaliza.